sábado, 28 de novembro de 2009

Que me importa?

Que me importa o sangue quente,se a alma é fria?
Que me importa haja no peito um coração, se a vida sem amor,
sem alegria , sabe a clausura triste, a solidão?
Que me importa existir o sol se não há dia?
Que e importa esse alto sonho que a alma expande,
se sem a vida não sonho grande
nem vale a pena se poder sonhar!

Um comentário:

  1. Esse foi o primeiro poema que eu li em minha vida, gostei tanto que foi ele o qual me acompanhou durante toda a minha infância e serviu de inspiração para meus versos. Amo ele até hoje. Abrçs
    Mariana Schurr
    marianaschurr@hotmail.com

    ResponderExcluir